Coluna

|Variedades - Artigos Principais - Francisco Carneiro da Cunha

Coluna

|Variedades - Artigos Principais

Veja por autor

Soluções para o futuro da empresa familiar

whatsapp linkedin
Publicado em 06.06.1999 - Edição 38
Uma das principais conclusões do seminário sobre Empresa Familiar, promovido pelas Organizações Bernhoeft, TGI Consultoria em Gestão e Martorelli Advogados, do qual participaram mais de 300 pessoas no dia 28.05.99, no Mar Hotel, Recife, foi a de que a questão da sobrevivência deste tipo de organização, tão importante na nossa economia (estima-se que mais de 90% das empresas não estatais no Brasil são de controle familiar), depende de uma abordagem conseqüente, integrada e a mais precoce possível. Pois, quanto mais o tempo passa, mais difícil fica o enfrentamento do assunto. As estatísticas são eloqüentes: de cada 100 empresas familiares bem sucedidas sob a gestão dos fundadores (primeira geração), apenas 30 continuam sob o controle da segunda geração e, destas, apenas 15 sobrevivem nas mãos da terceira geração. A conclusão que se pode tirar é: a sucessão mal conduzida acaba com a empresa familiar bem sucedida. Algumas dicas sobre o que pode ser feito para evitar essa fatalidade estatística:

1 - Separar as dimensões da família, da gestão da empresa e da propriedade, dando a cada uma delas tratamento diferenciado e adequado.

2 - No âmbito da família, a criação de fóruns próprios de discussão, como, por exemplo, Conselhos de Família, de modo a evitar, o máximo possível, que a gestão da empresa venha a ser contaminada por questões ou disputas que não têm a ver diretamente com a natureza de seu negócio.

3 - No âmbito da gestão, a profissionalização dos cargos estratégicos com a contratação de gerentes comprovadamente competentes ou a preparação de sucessores realmente aptos para as funções.

4 - Ainda no âmbito da gestão, a instalação de colegiados diretivos ou gerenciais que funcionem com periodicidade definida e pauta estrategicamente relevante, de modo a evitar concentração excessiva de decisões em poucas pessoas, sobretudo se forem fundadores e herdeiros.

5 - No âmbito da propriedade, o cuidado com a elaboração, apoiada por adequada assessoria profissional, de instrumentos legais bem produzidos que salvaguardem os direitos e definam com clareza os deveres dos acionistas ou cotistas.

Rede Gestão