Coluna

|Variedades - Acontece na Rede - Marcos Dubeux

Coluna

|Variedades - Acontece na Rede

Veja por autor

Uma Cidade Planejada na Rota de Suape

Para atender à alta demanda por moradia no entorno de Suape, a Moura Dubeux lançou o Convida Suape, cidade planejada para 100 mil habitantes, com completa infraestrutura e soluções de mobilidade.
whatsapp linkedin
Publicado em 17.06.2012 - Edição 715

          Uma experiência inovadora em planejamento urbano está se desenhando no Cabo de Santo Agostinho. Criado pela Moura Dubeux, o projeto Convida Suape pretende construir a primeira cidade planejada da Região Nordeste, com 100 mil moradores, para suprir a demanda por habitação gerada pelos milhares de empregados das empresas sediadas no entorno de Suape. Convidado pela Rede Gestão, o diretor da Moura Dubeux, Marcos Dubeux, apresentou o Convida Suape na reunião mensal da Rede, realizada no Pátio Cozinha & Café. 
          Inovador em concepção, desenvolvimento e formas de financiamento, o Convida Suape envolve números superlativos. A cidade planejada será construída em uma área de 4,7 milhões de m², dos quais 2,1 milhões serão destinados à construção de até 25 mil unidades habitacionais. Os outros 2,6 milhões de m² serão reservados para áreas verdes, empresariais, institucionais, polos educacional, de saúde e lazer. A expectativa é de que, ao final de sua implantação, o projeto gere 17 mil empregos diretos.
          “A região do entorno do Complexo de Suape deve gerar, até 2017, um total de 142 mil empregos. Esse crescimento econômico e populacional da área requer uma solução do porte de uma cidade planejada para atender a essa demanda”, explicou Dubeux. Segundo ele, o Convida Suape se posiciona em uma nova categoria de mercado que alia o segmento imobiliário a toda uma infraestrutura de serviços e a uma proposta de mobilidade multimodal em seu sistema de transporte, projetado para minimizar os grandes deslocamentos e incentivar a interação entre os bairros. Os moradores e visitantes contarão com uma estrutura de vias para ciclistas e pedestres, ligadas a uma rede de transporte público que inclui ônibus e veículo leve sobre trilhos (VLT). 
          O empreendimento está planejado para ser desenvolvido em quatro etapas, com a criação de dez bairros. A primeira implantará o Portal Oeste e o Câmpus de Inovação; na segunda, estão o Portal Norte, o Convida Centro, o Novo Cabo e o Convida Saúde; para a terceira, estão previstos o Vila Portal Sul e o Colina Verde; enquanto que a quarta etapa implantará o Vila Parque e o Beira-Lago. As obras de infraestrutura do terreno de 4,7 milhões de m² começam no próximo mês de outubro, e o lançamento dos primeiros produtos imobiliários deve ocorrer no primeiro trimestre de 2013. 
          A preocupação com a sustentabilidade norteia todo o empreendimento. Por meio de um rigoroso Estudo de Viabilidade Ambiental (EVA), foram identificadas todas as Áreas de Preservação Permanentes (APPs) e as suas faixas de domínio. “As matas nativas presentes no terreno serão preservadas”, disse o diretor da Moura Dubeux. Com isso, os espaços verdes abertos vão representar 32% da área total, o equivalente a 151 hectares ou 22 Parques da Jaqueira. Todos dentro do conceito de ecourbanismo e sustentabilidade.
          Ao todo, o Convida Suape representa um investimento de R$ 6,5 bilhões. A maior parte, num valor total de R$ 4,7 bilhões, será utilizada na implantação das residências — de projetos populares a unidades de médio porte e projetos de luxo. Os recursos virão da própria Moura Dubeux, de outras incorporadoras convidadas para participar do empreendimento e de captação junto a linhas de financiamento à produção, como o Sistema Financeiro da Habitação (SFH) e o Minha Casa Minha Vida (MCMV). As áreas de infraestrutura e institucional terão investimentos de R$ 400 milhões, oriundos de linhas de financiamento específicas para mobilidade e outras linhas de longo prazo. Já os setores de comércio e serviços vão demandar recursos da ordem de R$ 1,4 bilhão.
          Outra inovação é a participação do Banco Gerador como investidor e distribuidor do Fundo de Investimento Imobiliário (FII) Banco Gerador Convida, de até R$ 100 milhões. Por meio desse FII, já constituído junto à Comissão de Valores Mobiliários (CVM), a instituição vai financiar a primeira fase do plano. Através dele, qualquer pessoa física vai poder investir na consolidação do Convida Suape. “Junto com o Banco Gerador, optamos por abrir a possibilidade de participação para qualquer investidor, mostrando o caráter inclusivo da atividade em todas as dimensões, até no investimento”, assinalou Dubeux.
 


Rede Gestão