Coluna

|Planejando a Carreira - Dica importante - Peter Ratcliffe

Coluna

|Planejando a Carreira - Dica importante

Veja por autor

Tecnologia como apoio ao estudo de um novo idioma

Com o avanço da tecnologia, existem várias ferramentas que ajudam no aprendizado de uma língua estrangeira.
whatsapp linkedin
Publicado em 19.04.2014 - Edição 811
Com um mercado de trabalho cada vez mais disputado, o profissional precisa correr atrás para enriquecer o currículo e se diferenciar na briga por um bom emprego. Cursos de extensão, pós-graduação, vale de tudo para encher a bagagem de conhecimentos. Mas o domínio de um segundo idioma no mercado globalizado ainda é um fator importante para as empresas. E não há desculpas para o ritmo acelerado de trabalho; hoje, com as novas tecnologias, esse processo ganha ainda mais agilidade. 
 
Não estamos aqui sugerindo a substituição da aula presencial, com o professor e o material didático, mas, sim, apontando para uma nova realidade que é a utilização das novas tecnologias para complementar e auxiliar a prática desse novo idioma. A figura do professor tem sua importância em todo o processo por fazer os ajustes necessários e ajudar nas dificuldades que irão surgir no dia a dia.
 
Para o aprendizado de um novo idioma, é sempre pertinente o contato diário com a língua. Anos atrás, isso era possível em sala de aula com os VHS, fitas cassete ou outros, hoje obsoletos equipamentos. Agora o panorama é bem diferente. A interatividade é instantânea. A internet permite trocar e-mails, falar ao vivo com pessoas em outros países, enfim temos ao alcance uma infinidade de ferramentas, como a utilização de capítulos de séries de televisão, o uso do buscador Google, além de vários aplicativos que hoje podem ser baixados em qualquer mídia móvel (tablets ou smartphones), os quais nos ajudam a aprimorar o aprendizado. 
 
Com o uso dessas tecnologias, o aluno acaba otimizando o tempo para desenvolver a comunicação e expressão da nova língua. Essas novas ferramentas devem ser utilizadas para abrir as possibilidades criativas dentro das salas de aula e sempre abordando temas do cotidiano. Inclusive, já há possibilidade de aulas remotas para alunos que viajam muito ou até mesmo passam horas parados no trânsito ou aguardando o transporte na hora de voltar para casa. 
 
Para que isso aconteça, os centros de estudo e escolas de idiomas devem investir em uma estrutura preparada para esse tipo de aula. A metodologia deve ser repensada para atrair ainda mais a atenção dos estudantes. Mas, para que esse trabalho surta efeito, é muito importante que o aluno tenha iniciativa, interesse, determinação e força de vontade.

Rede Gestão