Coluna

|Gestão de Negócios - Recursos Humanos - Sílvia Gusmão

Coluna

|Gestão de Negócios - Recursos Humanos

Veja por autor

Desmotivação na carreira pode ser falta de rumo

whatsapp linkedin
Publicado em Thu Jun 22 08:53:00 CDT 2017 -

 Alguns jovens empregados se dizem desmotivados com seus empregos. O motivo pode ser de várias ordens. Podem-se estar insatisfeitos com a organização em que trabalham, a remuneração que recebem, o clima no ambiente de trabalho, não ter visibilidade sobre como ascender na carreira dentro da organização, dentre outros. Outro motivo para essa insatisfação é não se identificar com o que faz. Esse problema requer um trabalho especializado de redefinição profissional, para que se entenda melhor quais as razões da sua desmotivação. Há ainda possibilidade da dificuldade ser de ordem mais subjetiva que está sendo deslocada para o ambiente de trabalho. Então, a recomendação será uma psicoterapia. 

 
Um aspecto nevrálgico disso tudo é que frequentemente se desconhece a razão do descontentamento com o trabalho. Essa situação tende a deixar o empregado imobilizado, sem saber o que fazer. Os prejuízos desse problema não apenas o atinge, mas à empresa em que trabalha. Com baixa autoestima devido ao sentimento de fracasso e de incompetência, que induz um desinvestimento generalizado, o profissional terá baixa qualidade no seu desempenho. Muito diferente da postura assertiva e comprometida de quem faz o que gosta. Entender o que origina esse problema faz a pessoa sair da inércia, pois um bom diagnóstico permite pensar o remédio eficaz para combater a doença. 
 
Em casos de desagrado com a organização em que trabalha, a depender do problema, a orientação profissional pode sugerir uma ação gerencial eficaz pode para reverter a dificuldade ou, na ausência dela, o pedido de demissão pode ser a alternativa. Se o conflito está relacionado à divergência com os valores e princípios da empresa, não há o que fazer: o melhor remédio é o desligamento da empresa. 
 
Se a questão for não gostar do que faz, a redefinição profissional pode discriminar se se trata de uma mudança de profissão ou apenas de trajetória profissional. Se for uma mudança de profissão, o caminho será identificar aquela que se encontra mais sintonizada com seus interesses, habilidades, possibilidades e limitações. Além de obter informações realistas sobre a realidade do mercado de trabalho e pensar modos de se inserir nele. Se o cerne da questão for uma mudança de trajetória profissional, o trabalho pode definir aonde o profissional deseja chegar, fazer o planejamento estratégico da carreira e estabelecer os passos necessários para fazer acontecer o que foi planejado.
 
Revisão:
Marca Consultexto 02-01

Rede Gestão