Coluna

|Gestão de Negócios - Recursos Humanos - Andréa Carvalho

Coluna

|Gestão de Negócios - Recursos Humanos

Veja por autor

Para Ter Sucesso na Contratação

Fatores como o apagão de mão de obra têm levado muitas empresas a descuidarem do processo seletivo, contratando apressadamente profissionais pouco qualificados.
whatsapp linkedin
Publicado em Sun Mar 04 16:41:00 CST 2012 - Edição 700

          Contratar bons profissionais tem sido um desafio exigente para as empresas nesses tempos de apagão de mão de obra qualificada e alta competitividade. Pressionadas pela necessidade e pela pressa em preencher os cargos disponíveis, muitas empresas, porém, vêm atropelando etapas essenciais do processo seletivo, o que pode comprometer a qualidade do resultado final. Nesta entrevista, a consultora Andréa Carvalho, da ÁgilisRH, empresa integrante da Rede Gestão, alerta para a importância e os cuidados necessários para uma seleção bem-sucedida. 
          Por que as empresas estão falhando na condução de suas seleções?
          Com o aumento da competição no mercado, a dificuldade de encontrar profissionais qualificados e especializados aumenta a cada dia. Diante desse quadro, os gestores estão cada vez mais exigentes e apressados na busca por profissionais. A maioria das contratações é urgente, mas a ansiedade pode comprometer a qualidade do processo seletivo. 
          Qual o principal erro de quem seleciona? 
          O maior problema está na pressa. Admite-se alguém apenas para ocupar um lugar que ficou vago, mesmo que haja consciência de que o candidato em questão não é adequado para realizar tais funções. O processo seletivo, entretanto, é uma atividade que exige conhecimento técnico e seriedade. Pular etapas, adotar o método mais barato ou mais rápido quase nunca traz os resultados esperados. Nesse caso, profissionalismo e planejamento terminam gerando economia. 
          Quem deve comandar a seleção?
          Os processos de seleção devem ser coordenados pela área de RH em parceria com o gestor solicitante. O RH deve dar suporte, mas a escolha do profissional é uma responsabilidade indelegável do gestor.
          Que fatores devem ser observados em uma boa seleção?
          Ética e integridade são pontos bastante relevantes para uma contratação bem- sucedida. Considerando que a seleção é uma via de mão dupla, deve-se ter o cuidado, durante todo o processo, de repassar informações suficientes sobre a empresa e sobre o cargo — como principais atribuições, aspectos facilitadores e dificultadores, política de remuneração, entre outras —, de modo que o candidato possa, também, escolher trabalhar na empresa pela identificação com o projeto organizacional. Ao final da seleção, é importante dar retorno a todos os candidatos participantes, pois quem foi entrevistado cria expectativas e tem o direito de obter informações e receber feedback sobre o seu desempenho. 
          Que outros cuidados contribuem para uma contratação bem-sucedida?
          Tão importante quanto um processo seletivo benfeito, é cuidar da adaptação do profissional contratado à empresa. O ideal é que haja uma monitoração sistemática do profissional por um período mínimo de três meses, a partir de um plano de trabalho planejado e com o acompanhamento regular. Esse cuidado amplia as chances de o profissional se integrar mais rapidamente, adaptando-se às expectativas e necessidades da empresa, maximizando os ganhos de um processo seletivo criterioso.


Rede Gestão