Coluna

|Gestão de Negócios - Recursos Humanos - Paulo Lucas Barros e Silva

Coluna

|Gestão de Negócios - Recursos Humanos

Veja por autor

Certificação de Qualidade: Exigência Competitiva

Qualquer empresa pode se certificar, independentemente de seu tamanho ou do ramo de negócio.
whatsapp linkedin
Publicado em Sun Oct 08 10:40:00 CDT 2006 - Edição 418
Criadas na década de 80, as certificações de qualidade se tornaram um símbolo de excelência para organizações de todo o mundo. Mais do que um diferencial, a certificação é hoje quase uma exigência para as empresas preocupadas em desenvolver ou aperfeiçoar sua capacidade competitiva, ao assegurar a adoção de processos e práticas que resultam em produtos e serviços com padrões de qualidade internacionalmente reconhecidos. Nesta entrevista, o consultor Paulo Lucas Barros e Silva, sócio da Datamulti, empresa integrante da Rede Gestão, fala mais sobre esse tema.

As certificações de qualidade já são uma realidade para a maioria das empresas?
Sim. A certificação de Sistemas de Qualidade já é reconhecida como necessária para grande parcela das empresas que mantêm relação com grandes mercados locais e internacionais. Não se imagina mais uma organização competitiva nos dias de hoje que não tenha percepção da importância da gestão voltada para qualidade. Os próprios clientes exigem essa atitude. Por isso, a certificação da qualidade ISO 9001:2000 é a forma de mostrar ao cliente e ao mercado: "Nós praticamos a qualidade nesta empresa".

Quais os tipos mais comuns de certificação?
Geralmente, as empresas buscam a princípio a certificação ISO 9001 – Sistemas de Gestão da Qualidade, na qual todas as outras normas se baseiam. Após domínio dos requisitos exigidos pela ISO 9001, as empresas partem para certificações mais específicas dos setores, podendo dar vôos mais seguros, pois a cultura de gestão, geralmente, encontra-se consolidada após a certificação inicial.

Que empresas podem obter uma certificação de qualidade? Há pré-requisitos a serem obedecidos?
Qualquer empresa pode se certificar, independentemente de seu tamanho ou do ramo de negócio. Basta definir o escopo do processo produtivo e implantar os requisitos da NBR ISO 9001:2000.

Quanto tempo dura esse processo?
Depende do tamanho, da complexidade, da quantidade de colaboradores envolvidos e, principalmente, do nível de comprometimento dos gestores da organização. Mas, geralmente, esse período é de seis a doze meses. É essencial que, nesse período, o processo de certificação se torne prioridade da empresa.

Com que periodicidade a certificação é renovada?
A periodicidade deve ser acordada com o Organismo Certificador, podendo ser renovada a cada seis ou doze meses, com certificado válido por três anos. Nesse período de seis ou doze meses, a organização passa por auditorias de manutenção, para verificar o grau de implementação dos requisitos. Se houver não-conformidades graves, a organização pode vir a perder o certificado.

Que ganhos concretos uma empresa obtém ao conquistar uma certificação de qualidade?
O aperfeiçoamento da gestão e dos processos de produção é o principal ponto positivo, a médio prazo. Outros ganhos imediatos são melhor comunicação interna, rastreabilidade de processos, foco no cliente, indicadores permeados nos setores, entre muitos outros.

Rede Gestão