Coluna

|Gestão de Negócios - Planejamento - Peter Ratcliffe

Coluna

|Gestão de Negócios - Planejamento

Veja por autor

O que é preciso ter em mente antes de se aprender uma língua?

O aprendizado de um novo idioma é muito importante e chega até mesmo a ser essencial em alguns contextos, como para crescimento profissional e em casos de oportunidades de viagens. Por isso, é importante ter em mente algumas questões que podem nortear o interessado em aprender outra língua em direção ao seu objetivo.
whatsapp linkedin
Publicado em Thu Apr 13 08:39:00 CDT 2017 -

O aprendizado de um novo idioma é muito importante e chega até mesmo a ser essencial em alguns contextos, como para crescimento profissional e em casos de oportunidades de viagens. Por isso, é importante ter em mente algumas questões que podem nortear o interessado em aprender outra língua em direção ao seu objetivo.

 
 
Em primeiro lugar é importante refletir sobre sua motivação. Existem dois tipos de motivação, a instrumental e a integrativa. Pessoas com motivação instrumental querem aprender um idioma por uma questão prática, como por exemplo, para realizar uma prova, ingressar em um curso de pós-graduação ou conseguir um salário maior. Já as pessoas com motivação integrativa querem aprender o idioma porque desejam conhecer as pessoas que falam aquela língua. Elas também se interessam pela cultura associada àquele idioma e, talvez, tenham pessoas próximas que falam aquela língua. Pesquisas já revelaram que, em geral, as pessoas com motivação integrativa têm resultados melhores, ou pelo menos mais rápidos. 
 
Depois disso, é preciso desconstruir alguns mitos que rodeiam o aprendizado de uma língua. Muitos dizem que aprender um idioma com o nativo do país que o fala é garantia de sucesso. Trata-se de uma falácia já que, principalmente no caso do inglês, o modelo de um nativo monolíngue nem sempre é representativo e pode até dificultar o processo de aquisição. Um professor qualificado que seja nativo, porém, pode aprofundar as questões linguísticas e culturais e realmente contribuir com o aprendizado de um aluno avançado. Outro mito é o de que estudar a gramática do idioma é fundamental. Embora o conhecimento da teoria tenha o seu valor, muitas pessoas adquirem um idioma com sucesso apenas pela prática da comunicação e interação. Quem diz que a tradução facilita a aquisição da língua também reproduz um mito. Apesar das semelhanças entre idiomas, cada língua é um sistema distinto que precisa ser assimilado separadamente. A tradução pode oferecer segurança na compreensão, mas cria dependência e atrapalha a aquisição.
 
Por fim, o interessado em aprender um novo idioma pode se valer de algumas estratégias já utilizadas por pessoas que tiveram êxito na aquisição de uma nova língua. A primeira delas é a compreensão de que a aquisição de um idioma é um processo complexo, o que implica no estabelecimento de objetivos realistas, o autoconhecimento ajuda a encontrar um estilo de aprendizagem melhor adaptado ao indivíduo, enquanto a proatividade o leva a iniciar conversas e criar oportunidades para incorporar o novo idioma no seu dia a dia, se arriscando sem medo de errar. A observação ajuda a encarar as formas e padrões que caracterizam o idioma como sistema e desenvolver técnicas para melhorar a pronúncia, vocabulário e estruturas. Acompanhar e avaliar o progresso também são essenciais, registrar o que foi aprendido e estabelecer novos objetivos a cada etapa. Desse modo, o caminho para o aprendizado de uma nova língua fica mais prazeroso e confortável. 
 
Revisão:
Marca Consultexto 02-01
 

 


Rede Gestão