Coluna

|Gestão de Negócios - Organizando a empresa - Ana Luiza Ferreira

Coluna

|Gestão de Negócios - Organizando a empresa

Veja por autor

Fabricando Empreendedores

A organização internacional Endeavor, criada por um grupo de ex-alunos de Harvard para estimular a cultura empreendedora no mundo, inaugura escritório no Recife.
whatsapp linkedin
Publicado em Sun Nov 20 11:16:00 CST 2011 - Edição 685

          Promover a cultura empreendedora de alto impacto e transformar o Brasil em referência mundial de empreendedorismo são alguns dos objetivos da Endeavor, organização internacional sem fins lucrativos, com atuação em onze países. Presente no Brasil desde 2000, a entidade inaugura, na próxima terça-feira (22), um escritório no Recife, marcando o início das atividades na Região Nordeste. A convite da Rede Gestão, a coordenadora do escritório, Ana Luiza Ferreira, mestre em Políticas Públicas pela Universidade da Geórgia (EUA), realizou uma apresentação sobre a Endeavor na reunião mensal da Rede, realizada no último dia 03, no Pátio Café e Cozinha.  
          Com sede em Nova York, a Endeavor Initiative Inc. foi criada em 1997 por um grupo de ex-alunos da Universidade de Harvard com o objetivo de replicar a mentalidade empreendedora de empresários de países desenvolvidos para a fomentação de iniciativas de empreendedorismo em países em desenvolvimento. “A Endeavor seleciona empreendedores com perfil adequado e potencial de crescimento e passa a orientá-los em aspectos como gestão, estratégia, aconselhamento jurídico e acesso ao capital, em uma consultoria que os auxilia a alavancar os seus negócios”, explica Ana Luiza. 
          Atualmente, a organização apoia 43 empresas e 101 empreendedores no Brasil. Em 2010, o faturamento anual do portfólio da Endeavor foi de mais de R$ 2  bilhões, com uma média de crescimento entre 40% e 50% ao ano. “Acreditamos que o empreendedorismo de alto impacto é o caminho para tornar o Brasil um país com mais oportunidades e um lugar melhor para se viver”, afirma Rodrigo Teles, diretor-geral da Endeavor no Brasil. 
          Para se tornar um empreendedor Endeavor, o empresário precisa preencher requisitos, como potencial de crescimento, espírito empreendedor, inovação, grau de desenvolvimento (faturamento anual entre R$ 3 milhões e R$ 50 milhões) e ética. Os candidatos passam por uma seleção criteriosa, que inclui entrevistas, apresentações diante de conselheiros, um painel nacional de avaliação e ainda uma rodada internacional, na qual presidentes de grandes empresas e pesquisadores de instituições como Harvard e Stanford avaliam os interessados. Para passar pela avaliação, os empresários podem se cadastrar no site da entidade (www.endeavor.org.br) ou serem indicados por ex-membros ou parceiros. 
          Em todas as atividades, voluntários da rede de relacionamento da Endeavor — composta por empresários que são referência em diversos setores — fornecem orientações práticas e conceitos de fácil implementação. Dentre os conselheiros e mentores, estão Carlos Alberto Sicupira e Jorge Paulo Lemann, sócios da AB Inbev; Fábio Barbosa, presidente-executivo do Grupo Abril; e Pedro Passos, sócio da Natura; entre outros.
          A Endeavor possui também uma área de Educação, Cultura e Pesquisa, responsável por disseminar e promover a cultura empreendedora, usando como insumo os exemplos dos empreendedores apoiados e o conhecimento adquirido durante o processo.  Em 2010, foi responsável pelo desenvolvimento de uma plataforma pioneira de ensino do empreendedorismo nas universidades. A plataforma Bota pra Fazer já faz parte da grade curricular de dezoito faculdades públicas e privadas. A entidade promove também anualmente a Semana Global do Empreendedorismo, movimento mundial que visa estimular o empreendedorismo e que ocorre simultaneamente em mais de cem países. Dentre os programas abertos ao público, destacam-se também workshops, palestras, oficinas práticas, biblioteca de artigos e videoteca com mais de 350 vídeos gratuitos.
 


Rede Gestão