Coluna

|Gestão de Negócios - Organizando a empresa - Hamilton Alves Pessoa

Coluna

|Gestão de Negócios - Organizando a empresa

Veja por autor

A TI Como Ferramenta de Apoio à Decisão

Essencial nas organizações, a TI só tem aplicabilidade se conseguir transformar operações complexas em processos simples, gerando resultados efetivos.
whatsapp linkedin
Publicado em Sun Jun 14 15:32:00 CDT 2009 - Edição 558

          A Tecnologia da Informação (TI) tem um papel fundamental nas organizações, porém, assim como as grandes invenções da humanidade, somente terá aplicabilidade se conseguir transformar operações complexas em processos simples, que possam favorecer a tomada de decisão e gerar resultados efetivos. O fator determinante que impulsiona tudo isso é a competitividade organizacional na qual estão inseridas as empresas hoje em dia, pois não se concebem mais empresas que não tenham seus processos definidos, com seus colaboradores tendo pleno conhecimento de qual é o seu papel e qual sua contribuição para o atingimento das metas da empresa.
          Um dos diferenciais para o sucesso das organizações está no correto uso das ferramentas de apoio à decisão associadas à TI. Essas ferramentas estão além das soluções de Gestão Empresarial, também chamadas de ERP (Enterprise Resource Planning), pois já são consideradas de uso padrão, premissa básica para as empresas sobreviverem em condições normais de mercado. Afinal, o fato de as empresas possuírem seus processos (compras, estoques, faturamento, financeiro, contabilidade, produção, logística, etc.) integrados não é mais um diferencial competitivo. É imprescindível tratar o grande volume de informações geradas, utilizando ferramentas que possam transformar esse volume de dados em informações que orientem o gestor no difícil exercício de decidir.
          Existem várias ferramentas que podem auxiliar na arte de garimpar dados, fazendo com que deixemos de nos preocupar apenas com o registro das vendas ou com o reflexo delas no financeiro e na contabilidade. Os gestores precisam pensar no que fazer com os produtos que menos venderam ou no colaborador ou setor que teve um desempenho abaixo da média estipulada. Precisam desenvolver a competência de analisar cenários e decidir com base em informações refinadas. Por esse motivo, é importante e necessário conhecer um pouco mais sobre as ferramentas de apoio à decisão e como utilizá-las. Algumas delas:


         1. CRM – Customer Relationship Management (Gerenciamento do Relacionamento com o Cliente) – Tem como principal conceito instruir uma estratégia de negócios arquitetada para tornar o relacionamento com o cliente ainda mais eficaz, proporcionando um maior conhecimento de seus hábitos de consumo e principais momentos de compra, visando cativar e manter uma base fiel e leal de clientes.


         2. BI – Business Intelligence (Inteligência do Negócio / Informações Gerenciais Consolidadas) – São ferramentas formidáveis que permitem a visualização dos dados das empresas de forma consolidada, geralmente apresentadas em tabelas ou gráficos, sendo fundamentais para a análise e o apoio à tomada de decisão. Elas transformam/agrupam os dados em informações estratégicas e estão presentes nas principais soluções de gestão empresarial — ERP.
 
         3. BSC – Balance Scorecard (Painel de Gestão por Indicadores/Escores) – Dentro da máxima “só se gerencia aquilo que se consegue medir”, a ferramenta de Balance Scorecard se destaca por traduzir a estratégia das empresas em objetivos operacionais, através da medição por indicadores de performance. Associado à medição, que tem por base a metodologia PDCA (Plan, Do, Check e Act), a gestão por indicadores de performance possibilita, inclusive, entender e discutir os resultados, assim como acompanhar os planos de ações em busca do atingimento de metas. Mais do que uma ferramenta, o BSC é um conceito e precisa ser bem difundido por toda a empresa, pois disso dependerá o seu sucesso.


           A mensagem que fica para o mundo corporativo é que a Tecnologia da Informação é um fato, um caminho sem volta, com fortes bases na economia digital, pois tem como principal aliada a inovação. Porém, é importante salientar que, nos tempos atuais, a administração e a Tecnologia da Informação caminham, ou pelo menos deveriam caminhar, num único sentido: a eficácia na gestão. É necessário entender, ainda, que a Tecnologia da Informação é apenas um meio, uma ferramenta de apoio à gestão. Em hipótese alguma, a TI irá substituir o talento dos administradores, pois as empresas são, e sempre serão, feitas de pessoas e processos.


Rede Gestão