Coluna

|Gestão de Negócios - Organizando a empresa - Paulo Lucas Barros e Silva

Coluna

|Gestão de Negócios - Organizando a empresa

Veja por autor

A Certificação dos Sistemas de Gestão

A certificação permite que a empresa se diferencie no mercado, aumentando sua competitividade pelo reconhecimento de boas práticas.
whatsapp linkedin
Publicado em Sun Oct 12 09:44:00 CDT 2008 - Edição 523
          “Minha empresa é certificada ou a gestão dela é que é certificada?”. Esta é uma pergunta comum, já que a maioria das pessoas não sabe o que, exatamente, é uma certificação de Sistemas de Gestão. Fato compreensível, tendo em vista seu amplo campo de aplicação e a complexidade envolvida no processo. Existem, por exemplo, as certificações de produtos, obrigatórias em diversos casos — como para capacetes, navios, fios, entre outros inúmeros exemplos. Já a certificação de Sistemas de Gestão determina o escopo em que, ou onde, determinada empresa ou organização é certificada. Por meio da certificação, a busca do aperfeiçoamento dos processos se torna algo concreto, capaz de fazer a empresa se diferenciar no mercado pelo reconhecimento de boas práticas.
          Quando um dirigente decide certificar o Sistema de Gestão de sua organização, principalmente atendendo às normas internacionais, ele precisa ter consciência do que significará essa conquista. A certificação simboliza a utilização de ferramentas de gestão com padrões internacionais e resultados já comprovados atrelada ao planejamento estratégico da empresa, seja qual for seu segmento ou o foco de certificação (Qualidade, Meio Ambiente, Segurança e Saúde Ocupacional, Responsabilidade Social, Segurança Alimentar, entre outros).
          No mercado atual, a certificação de Sistemas de Gestão está se tornando cada vez mais consistente e duradoura, não só para atendimento de demandas de mercado (nacional e internacional), mas também para cumprir seu objetivo original — promover melhorias nos processos internos que levem a ganhos e resultados positivos para a organização. Para comprovar essa evolução, basta observar as empresas reconhecidas por sua excelência ou que apresentaram crescimento significativo nos últimos anos. Seguramente, a maioria delas possui algum tipo de certificação em sua gestão. Isso acontece porque o mercado percebe, com uma clareza cada vez maior, o que as certificações representam para as organizações, levando os consumidores a optarem preferencialmente por produtos e serviços que possuem essa adição de valor.
          Nem todas as certificações são necessárias ou estratégicas para as organizações. Entender os requisitos a serem aplicados é essencial para a decisão sobre o que e em que certificar. Buscar uma certificação porque “está na moda” ou apenas para exibir o selo de empresa certificada não vai gerar resultados consistentes. Se a empresa ainda não estiver preparada para as mudanças, é melhor amadurecer antes de iniciar esse processo. As boas práticas de gestão, o amadurecimento dos processos e a qualificação do pessoal são outros fatores fundamentais para assegurar essa conquista.
          Iniciar um processo de certificação não significa que os problemas da empresa serão resolvidos num piscar de olhos. Os frutos da certificação virão a médio e longo prazos. Atenção, persistência e disciplina são o segredo do sucesso na manutenção e melhoria dos Sistemas de Gestão certificados.

Rede Gestão