Coluna

|Gestão de Negócios - Marketing

Coluna

|Gestão de Negócios - Marketing

Veja por autor

O Valor Estratégico da Comunicação para as Empresas

Ambiente mais complexo e competitivo exige das empresas uma estratégia de comunicação eficiente.
whatsapp linkedin
Publicado em Sun Sep 14 16:24:00 CDT 2008 - Edição 519
          Para se manter competitivas em um ambiente cada vez mais desafiador — marcado por concorrência crescente, novas tecnologias, consumidores exigentes e necessidade de lidar bem com vários públicos —, as empresas têm que vencer uma difícil batalha: a da comunicação. “Hoje não basta apenas ter uma gestão eficaz. Passar sua mensagem de forma adequada e eficiente, comunicando-se bem com clientes, funcionários, acionistas, imprensa e comunidade é um requisito básico para as empresas”, assinala o consultor Francisco Cunha, sócio da TGI Consultoria em Gestão, empresa integrante da Rede Gestão.
          Francisco Cunha foi um dos palestrantes convidados da segunda edição dos Encontros de Comunicação Corporativa, promovida pela Associação Brasileira das Agências de
Comunicação – Abracom, na última semana, no Recife. Ao lado do jornalista Fernando Castilho, colunista de Economia do Jornal do Commercio, e do secretário-executivo da Abracom, Carlos Henrique Carvalho, ele falou sobre o valor estratégico da comunicação para as organizações. 
          Na opinião do consultor, a complexidade do ambiente empresarial tornou a comunicação corporativa uma ferramenta indispensável. Antes, uma gestão era considerada eficaz se conseguisse levar a empresa a um bom desempenho econômico. Hoje, para ser bem-sucedido, é preciso incorporar o conceito de gestão sustentável, que inclui, além da exigência por resultados positivos, o respeito ao meio ambiente e à Responsabilidade Social.
          Soma-se a esse novo ambiente a verdadeira revolução ocorrida nos meios de comunicação nos últimos quinze anos, e tem-se um cenário extremamente desafiador para as empresas. “A mídia tradicional perdeu espaço, e os veículos se tornaram extremamente segmentados”, destacou Francisco. Além disso, a internet ampliou exponencialmente as possibilidades da comunicação, inaugurando a era da mídia colaborativa, com a explosão dos blogs e das redes sociais. “Ao mesmo tempo que gera inúmeras oportunidades, esse novo ambiente pode trazer também grandes ameaças à reputação das empresas pela facilidade com que uma opinião ou notícia desfavorável se espalha pela rede.”
          Nesse contexto, trabalhar de forma adequada a imagem da empresa, comunicando-se bem com os diversos públicos e veículos, é o desafio que se impõe ao gestor. Daí a importância da comunicação corporativa, que envolve não só a publicidade, seu braço mais conhecido, mas também outros serviços oferecidos pelas agências de comunicação, como assessoria de imprensa, planejamento em comunicação, produção de conteúdo para sites, treinamento de porta-vozes, gerenciamento de crises, produção de newsletters, informativos e publicações empresariais,  entre várias outras soluções.
          Para Francisco, uma comunicação corporativa eficaz gera um círculo virtuoso para o fortalecimento das marcas. “Hoje muitas empresas ainda lidam com a comunicação de forma empírica. Mas mesmo as pequenas e médias devem se preocupar com o tema — ou profissionalizam sua comunicação ou terão muita dificuldade para competir nesse novo cenário.” 

Rede Gestão