Coluna

|Gestão de Negócios - Dicas Financeiras - Gustavo Guimaraes

Coluna

|Gestão de Negócios - Dicas Financeiras

Veja por autor

Financiamento de Longo Prazo para Empresas

whatsapp linkedin
Publicado em Sun Nov 24 15:58:00 CST 2013 - Edição 790

No Brasil, muitos empreendedores, principalmente os que estão à frente de pequenas e médias empresas, preferem utilizar recursos próprios para implantar ou ampliar seus negócios. Os juros altos assustam e muitos ainda têm receio ou encaram com desconfiança os financiamentos bancários de longo prazo para a realização dos investimentos necessários ao crescimento de sua empresa.

O fato é que a conjuntura econômica, nos últimos anos, tornou os financiamentos bancários uma ferramenta não apenas muito atrativa, mas essencial para ampliar a capacidade de investimento das empresas, inclusive das pequenas e médias. Muitos gestores, entretanto, ainda abrem mão desses recursos, seja por desconhecimento, seja por considerarem o processo muito complicado e burocrático ou ainda por uma percepção equivocada de que recorrer a bancos é algo apenas para empresas em dificuldade financeira.

É verdade que nos velhos tempos de inflação, com taxas de juros bastante elevadas, os financiamentos eram pouco palatáveis para as empresas. Hoje, porém, o cenário é outro. A Taxa de Juros de Longo Prazo (TJLP), por exemplo, que já foi superior a 20% ao ano, está em apenas 5% ao ano. Algumas linhas de crédito, como FNE, do Banco do Nordeste, chegam a oferecer 3,5% ao ano de taxa de juros caso o pagamento seja feito dentro do prazo, o que vem provocando uma situação atípica. Na prática, como a inflação está superando esse índice, os juros ficam negativos.

Assim como aconteceu com o crédito para pessoas físicas, os processos de concessão de financiamento para pessoas jurídicas também foram simplificados. Pelas garantias e pelos controles bancários necessários, é natural que o processo seja exigente e que possam surgir alguns entraves, mas todos são solucionáveis, e os benefícios compensam.

Os financiamentos podem ser usados para diversos fins — como a expansão das instalações físicas; a aquisição de máquinas e equipamentos; a capacitação de recursos humanos; a implementação do sistema de gestão — e até mesmo para o capital de giro vinculado a esses investimentos. A busca por um financiamento deve estar sempre ligada a um ganho para a empresa. Seja na geração de novos negócios, seja na ampliação da produção ou na redução de custos de produção, esse ganho deve ser sempre superior a despesas financeiras do financiamento correlato. De nada adianta a empresa se comprometer com um financiamento de longo prazo se não for para ter uma melhora de seu fluxo de caixa.

Para que o financiamento possa, de fato, funcionar como uma alavanca para o crescimento da empresa, alguns cuidados são fundamentais. O primeiro passo é elaborar um bom plano de negócios, capaz de: (1) dimensionar o investimento adequadamente; (2) levar em conta a questão ambiental, com investimento em tratamento de resíduos, por exemplo; (3) dimensionar o capital de giro; (4) avaliar a capacidade da equipe na operação da ampliação ou do novo negócio; (5) avaliar a necessidade de implantar novos controles internos, como sistemas de tecnologia, entre outros aspectos importantes. Além de, claro, definir a forma de financiamento mais adequada ao negócio, entre as inúmeras opções do mercado.

Com um planejamento adequado e um bom plano de negócios, o financiamento de longo prazo pode funcionar como um importante aliado da empresa, capaz de apoiá-la no complexo e absolutamente necessário desafio de se tornar ou manter competitiva no mercado.
 


Rede Gestão