Coluna

|Era Digital - Conectado - Fábio Menezes

Coluna

|Era Digital - Conectado

Veja por autor

Imagem Profissional nas Redes Sociais

Ninguém duvida da importância das redes sociais e do espaço que elas passaram a ocupar na vida das pessoas. Muita gente, entretanto, ainda está patinando no uso das redes, confundindo o que é público e particular — ou profissional e pessoal.
whatsapp linkedin
Publicado em 01.07.2012 - Edição 717

Ninguém duvida da importância das redes sociais e do espaço que elas passaram a ocupar na vida das pessoas. Muita gente, entretanto, ainda está patinando no uso das redes, confundindo o que é público e particular — ou profissional e pessoal. Quem pensa em usar as redes sociais como uma ferramenta de apoio a uma estratégia de carreira deve ficar bastante atento ao que publica em seus perfis. Nesta edição, três integrantes da Rede Gestão dão sua opinião sobre o tema.

 

Fábio Menezes, sócio da TGI Consultoria em Gestão
(fabio@tgi.com.br | @fabiomenezes_)

 

É Preciso Estar Presente

 

          A ampliação do acesso à internet, e principalmente às mídias sociais via smartphones, foi decisiva para transformar a forma como as pessoas se comunicam e têm acesso à informação. Hoje qualquer pessoa que tenha um smartphone pode ser uma fonte, fazendo inclusive o registro fotográfico dos acontecimentos. Uma pesquisa realizada pela agência de comunicação PR Oriella Network revelou que muitos jornalistas brasileiros buscam mais informações nas mídias sociais do que nas assessorias de imprensa (66,67% dos entrevistados disseram utilizar o Twitter como fonte de informação, e 40% utilizam o Facebook).
          Diante desse quadro, com mais de 800 milhões de pessoas e instituições no Facebook e a ampla presença de veículos de comunicação no Twitter — colunistas e fontes já referendadas no mundo off-line —, as organizações e os profissionais enfrentam o desafio de se fazerem presentes nas mídias sociais, favorecendo seu posicionamento no mercado e reforçando a rede de relacionamentos.
          Como disse Philip Kotler, referência mundial em marketing: “Por favor, monitore o que falam de você na internet” — pelo menos isso. É como se estivesse acontecendo uma conversa nas mídias sociais, e quem não estiver lá não terá nem mesmo a chance de se defender caso seja necessário.
          Nesse cenário, vale um alerta importante: cuidado com o que posta nas redes! O conteúdo divulgado (texto, imagem, vídeo) será imediatamente associado ao seu perfil, e, uma vez compartilhado por outros, perde-se totalmente o controle da informação. A pergunta básica pode ser, por exemplo: o que vai ser postado poderá ser visto pelo seu próximo contratante?


Bruno Queiroz, sócio da Cartello
(bruno@cartello.com.br | @bqueiroz)

 

Cuidado Com o Que Diz


          Ao contrário do que muita gente pensa, a internet não é uma terra sem lei, onde é possível expressar qualquer tipo de opinião sem que haja nenhuma consequência. É preciso ter muito cuidado com o que se diz nas redes sociais, pois qualquer conteúdo ou informação, mesmo estritamente pessoal, pode ganhar repercussão, afetando negativamente a imagem do profissional.
          Todos lembram o caso da estudante paulista Mayara Petruso — processada pela OAB pelos comentários ofensivos contra os nordestinos postados em seu perfil no Twitter e no Facebook após o resultado das eleições. Por seu caráter racista e preconceituoso, o post de Mayara foi um caso extremo. Mas serve como reflexão.
          Muita gente costuma postar conteúdos em seus perfis pessoais sem lembrar que eles serão lidos pelo chefe, por colegas de trabalho, clientes e mesmo por possíveis empregadores em processos de seleção, prática hoje muito comum. Portanto, a recomendação é ter bom-senso na hora de publicar os posts. Cuidado especial com opiniões polêmicas ou preconceituosas, informações estratégicas ou sigilosas da empresa, comentários sobre colegas de trabalho e outros conteúdos que possam ser considerados inadequados, trazendo problemas para o usuário.


Eline Nascimento, sócia da ÁglisRH
(eline@agilis.com.br)

 

Limite Entre o Privado e o Público

 

          As redes sociais são hoje um aliado importante para a carreira. Checar o perfil do candidato no Facebook para avaliar sua postura e interesses se tornou uma prática comum nos processos seletivos. Além disso, mídias sociais profissionais como o LinkedIn têm se consolidado como uma ferramenta muito eficaz para a prática do networking, ajudando o profissional a obter uma colocação ou a se reposicionar no mercado de trabalho.
          Manter um perfil nas redes sociais, sobretudo nas profissionais, dá mais visibilidade e pode colaborar para aumentar a empregabilidade do candidato. É importante manter as informações sempre atualizadas e participar de grupos de discussão, bons tanto para o desenvolvimento pessoal como para a ampliação da rede de relacionamento. 
          Um aspecto relevante no uso das redes sociais, nem sempre percebido pelos profissionais, é o fato de que elas nos levam a uma grande exposição, na qual a mistura das esferas pessoal e profissional pode causar alguns arranhões na imagem. O ideal é tomar alguns cuidados para preservá-la. Deve-se evitar, por exemplo, fotos de sunga ou biquíni, relatos de farra envolvendo bebidas, entre outras formas excessivas de exposição. Cuidado também com palavrões e citações preconceituosas, quesitos bastante observados nos processos seletivos.
          Uma boa dica é: lembre-se que algo privado, que você não divulga em todos os ambientes, também não deve ser postado em seu perfil. Temas que só seriam tratados em conversas reservadas aos mais próximos devem se manter longe das redes sociais.
 


Rede Gestão